O que se Espera de uma Solução CPM?

Adaptabilidade

O que significa para uma solução de CPM ser capaz de prover agilidade, flexibilidade e adaptabilidade? Primeiro, vejamos o quanto uma organização necessita destas capacidades.

Em uma economia de dinâmica, incertezas e pressuposições financeiras que eram razoáveis ontem, podem não ser mais amanhã; gestão eficaz do Working Capital, disponibilidade de crédito e questões gerais relacionadas a receita, podem invalidar o plano estratégico em questão de dias. Além disso, o ambiente regulatório pode mudar em segundos ou, no mínimo, pode haver uma iminente possibilidade de mudanças regulatórias que requeiram que seja montado um planejamento de contingência para uma variedade de possíveis cenários.

Quando o imprevisto acontece diariamente, a capacidade principal que qualquer solução de CPM deve apresentar é a aptidão para avaliar rapidamente a situação corrente e gerar um plano revisado, alimentado pelas novas realidades e com plena sustentação para a melhor tomada de decisão possível, sob as novas circunstâncias.

Em termos de software, isso significa habilidade para fazer modelagem e a criação de cenários e simulações complexas rapidamente. Simulações que sejam mais que uma planilha Excel, com alcance limitado. Que possam gerar Demonstrações Contábeis e Financeiras projetadas, especialmente considerando a consolidação dos negócios de um grupo econômico. E que sejam de fácil utilização, intuitivas e capazes de serem utilizadas por quem realmente tem estas demandas, as pessoas de negócio e não de tecnologia.

Transparência

Os profissionais de finanças de hoje estão bem cientes da necessidade de transparência quanto a requisitos legais e regulatórios. Empresas de capital aberto demandam auditorias permanentes para seus acionistas e para a CVM. Além disso, há o valor adicional na transparência. A precisão dos números gera confiança e estimula maior comprometimento com planos e orçamentos. Os usuários devem poder visualizar não só os níveis mais detalhados dos números que resultam de um movimento para cima na hierarquia, mas também as fórmulas que podem produzir um número. Isso ajuda os usuários a entender as regras financeiras da empresa de forma concreta. Da perspectiva de um usuário, esta funcionalidade deve ser nativa na solução de CPM e não exigir a abertura de outros produtos ou demandar consulta a infinitos relatórios. Esta capacidade é fundamental e embasa todo o processo de tomada de decisão.

Uso da Tecnologia

Sempre representando um meio para um fim, a TI (Tecnologia da Informação) é fundamental para que realmente ocorra uma melhoria nos processos e na tomada de decisão. Uma Solução de CPM é uma suíte de software, o instrumento de tecnologia que permite a implementação do conceito dentro da organização.
É uma convergência de aplicações corporativas que oferece suporte aos processos indicados através de um motor de workflow e inclui ou se integra a uma plataforma de Business Intelligence.

Importante entender qual o alcance do conceito de BI dentro do macro conceito do Comprehensive Performance Management, uma vez que os próprios fabricantes de software possuem uma tendência a tentar resolver problemas preditivos e colaborativos com plataformas de Business Intelligence simples, apenas automatizando a geração de relatórios com gráficos muito bonitos sobre aquilo que já aconteceu.

Facilidade de uso

A tecnologia deve vir acompanhada de uma indispensável facilidade de uso. Em geral, facilidade de uso é a capacidade de se entregar o produto para administração e utilização pelos seus próprios usuários, com um suporte mínimo da área de Tecnologia. Um bom exemplo está na atividade de modelagem financeira. Muitos produtos permitem que você faça cópias de um determinado modelo já existente e seus dados, mas frequentemente isso envolve um processo na área de TI, com a criação de um novo banco de dados, novos cubos, importação de dados, etc. Uma boa solução de CPM deve permitir a criação simples de todo um novo modelo, com toda a dimensionalidade e dados do original, conduzida somente pelos usuários da solução.

Retorno sobre investimento

Quando o dinheiro está escasso, qualquer investimento em software passará por um escrutínio e – muito provavelmente – terá que demonstrar retorno sobre o investimento. Também deverá vencer tendências políticas internas, resistências pela exposição do poder demandado pelo uso indiscriminado das planilhas eletrônicas e superar os argumentos de que o negócio da empresa é diferente ou demasiado complexo. O melhor caminho é a elaboração de um Business Case que deverá examinar benefícios intangíveis, factuais e tangíveis, sendo que os mais óbvios dizem respeito à economia de tempo e dinheiro nos processos tocados pelo CPM. A produtividade das pessoas, não apenas da área financeira, é atualmente o maior fator de valorização do capital humano nas organizações.

Acerca Antonio Dutra Jr

Antonio Dutra Júnior nació en Porto Alegre-RS, Brasil. Ha trabajado en el desarrollo de software, fue entrenador, analista de sistemas, consultor de negocios y CIO. En la actualidad es Vicepresidente de Sysphera.

Leave a comment